segunda-feira, 3 de setembro de 2007

eis que...

ao fim e ao cabo muita gente ficou curiosa em saber quem é essa menina de sorriso largo, farto, nos posts anteriores. é amor pra toda vida e pra mais de uma vida. é minha irmã, amiga, blablablabla. presente em todos os momentos: alegres, tristes, engraçados, turísticos, e mais blablablabla. ela é quem veio dessa vez... depois de muitos meses sem aparecer... desde o ano passado que necas!.... mas os dias voam aqui em caxambu... então a chegada se confunde facilmente com a partida... os corações sentem........ e torcem por um breve retorno. o tempo... ah, o tempo...

... talvez seja como ela tem costumado agora dizer...

há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu:
tempo de nascer e tempo de morrer,
tempo de plantar e tempo para colher o que se plantou,
tempo de matar e tempo de curar,
tempo de derrubar e tempo de construir,
tempo de chorar e tempo de rir,
tempo de prantear e tempo de dançar,
tempo de espalhar pedras e tempo de juntá-las,
tempo de abraçar e tempo de se conter,
tempo de procurar e tempo de desistir,
tempo de guardar e tempo de jogar fora,
tempo de rasgar e tempo de costurar,
tempo de calar e tempo de falar,
tempo de amar e tempo de odiar,
tempo de guerrear e tempo de viver em paz.

livro de eclesiastes (ou o pregador) capítulo 3, 1-8

Um comentário:

Lost, lost, lost disse...

Anoca,
tb estou fisicamente longe, mas até por aqui é possível sentir o qto vc está bem. Linda essa passagem do Eclesiastes. Me empresta pro meu cafofo? Hehehehe...