sexta-feira, 26 de agosto de 2005

um verbo, um olhar, um abraço, um alento. segue a ciranda do dia, a vida em barbante, infante. uma pausa, uma brisa, uma flor, uma sílaba. passo após passo. sem ritmo constante.

2 comentários:

As 14 Máscaras disse...

Palavras com cheiro de surreal e toque nobre. Gostei. Cheguei aqui pois a vi mencionada num Blog admirável, o http://maiovinteeseis.blogspot.com/

Clau disse...

Nossa Aninha... lindo demais isso!